Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a nossa utilização de cookies. Saiba mais.
Pesquisa avançada

PALAVRAS LOUCAS - Alberto d'Oliveira (1.ª ed./1894)
( 231002904)

Descrição

Detalhes do Artigo

Condição de utilização:
Usado
Tema do livro:
Textos vários: crónicas, doutrina
Autor(es):
Alberto d'Oliveira
Editora:
F. França Amado
Nº da Edição:
1ª Edição
Ano de edição:
1850-1899

Idioma:
Português

Formato:
Normal

Tipo de capa:
Encadernado, sem conservar as capas originais

Nº de Páginas:
288 + uma folha com um retrato



PALAVRAS LOUCAS. *** Alberto d’Oliveira *** Coimbra: F. França Amado, Editor, MDCCCXCIV [1894]. (21,5 x 14 cm.) com VII [1] 273 [7] pp. uma folha com um retrato do Autor a p/b. Encadernado, sem conservar a capa original. Exemplar razoável. Encadernação com lombada em pele castanha e pastas recobertas por papel marmoreado de tom predominantemente verde; lombada lisa, com o nome do Autor e o título gravados a ouro e decorada com falsos nervos. Encadernação com evidentes marcas de manuseamento, apresentando algumas fissuras e rasgões na pele e tendo mesmo a falta de alguns pedaços nas extremidades da lombada; o papel apresenta pequenas perdas de cor em alguns pontos e as margens encontram-se bastante gastas. Apesar de acusar o uso e algum envelhecimento, de um modo geral, está ainda bastante sólida e apresentável. Páginas, na maioria, em bom estado e limpas, embora apresentem um tom amarelecido e algumas pequenas manchas de acidez, tudo muito típico do tipo de papel utilizado. O rosto tem, no entanto, uma assinatura de posse e uma espécie de restauro (?), que consiste em dois pequenos pedaços rectangulares de papel colados na frente e no verso da folha, talvez para reparar algum buraco, algo que sucede também na folha seguinte, mas no topo. *** Primeira edição deste livro fundamental no contexto da literatura portuguesa do final do século XIX, ao apontar os elementos fundamentais da corrente literária nacionalista que viria a ficar conhecida por neogarrettismo e que, de modo sucinto, preconizava um abandono dos modelos estrangeiros (particularmente franceses) e um retorno às tradições nacionais de gosto popular, à semelhança do que fizera Garrett. A importância deste livro nesse contexto avalia-se pela afirmação de Luís F. A. Carlos, ao considerar «o neogarrettismo magistralmente hipostasiado no (1892), de Nobre, e amplamente doutrinado em Palavras Loucas.» Este movimento exerceu grande influência no saudosismo de Pascoaes, mas foi também muito criticado, entre outros, por Eça de Queirós, que escreveu a propósito: «a humanidade não está toda metida entre a margem do rio Minho e o cabo de Santa Maria: – e um ser pensante não pode decentemente passar a vida a murmurar extaticamente que as margens do Mondego são belas!». (Índice na imagem 8). Invulgar. *** Portes: envio em correio normal (tarifa especial para livros): 0,30 * envio em correio registado: 1,70

Perguntar ao vendedor
Para fazer perguntas tem que fazer Login.
Envio e pagamento

Forma de pagamento

Pagamento Offline
Transferência bancáriaTransferência bancária
Em caso de transferência bancária, certifique-se que o nome do titular da conta para onde vai transferir coincide com o nome do vendedor.

Envio

Envia para o estrangeiro:
Não
Condições de envio:
Comprador paga custos de envio
Envio:
€ 0,30
Seguro:
-
Método de envio:
Correio normal
Prazo de Entrega
1 dia útil
Detalhes do envio e pagamento
Ver o custo de envio na descrição.
Perguntar ao vendedor
Perguntar ao vendedor
Para fazer perguntas tem que fazer Login.
O vendedor assume total responsabilidade pelo conteúdo deste negócio

Detalhes do Artigo

Condição de utilização:
Usado
Tema do livro:
Textos vários: crónicas, doutrina
Autor(es):
Alberto d'Oliveira
Editora:
F. França Amado
Nº da Edição:
1ª Edição
Ano de edição:
1850-1899

Idioma:
Português

Formato:
Normal

Tipo de capa:
Encadernado, sem conservar as capas originais

Nº de Páginas:
288 + uma folha com um retrato



PALAVRAS LOUCAS. *** Alberto d’Oliveira *** Coimbra: F. França Amado, Editor, MDCCCXCIV [1894]. (21,5 x 14 cm.) com VII [1] 273 [7] pp. uma folha com um retrato do Autor a p/b. Encadernado, sem conservar a capa original. Exemplar razoável. Encadernação com lombada em pele castanha e pastas recobertas por papel marmoreado de tom predominantemente verde; lombada lisa, com o nome do Autor e o título gravados a ouro e decorada com falsos nervos. Encadernação com evidentes marcas de manuseamento, apresentando algumas fissuras e rasgões na pele e tendo mesmo a falta de alguns pedaços nas extremidades da lombada; o papel apresenta pequenas perdas de cor em alguns pontos e as margens encontram-se bastante gastas. Apesar de acusar o uso e algum envelhecimento, de um modo geral, está ainda bastante sólida e apresentável. Páginas, na maioria, em bom estado e limpas, embora apresentem um tom amarelecido e algumas pequenas manchas de acidez, tudo muito típico do tipo de papel utilizado. O rosto tem, no entanto, uma assinatura de posse e uma espécie de restauro (?), que consiste em dois pequenos pedaços rectangulares de papel colados na frente e no verso da folha, talvez para reparar algum buraco, algo que sucede também na folha seguinte, mas no topo. *** Primeira edição deste livro fundamental no contexto da literatura portuguesa do final do século XIX, ao apontar os elementos fundamentais da corrente literária nacionalista que viria a ficar conhecida por neogarrettismo e que, de modo sucinto, preconizava um abandono dos modelos estrangeiros (particularmente franceses) e um retorno às tradições nacionais de gosto popular, à semelhança do que fizera Garrett. A importância deste livro nesse contexto avalia-se pela afirmação de Luís F. A. Carlos, ao considerar «o neogarrettismo magistralmente hipostasiado no (1892), de Nobre, e amplamente doutrinado em Palavras Loucas.» Este movimento exerceu grande influência no saudosismo de Pascoaes, mas foi também muito criticado, entre outros, por Eça de Queirós, que escreveu a propósito: «a humanidade não está toda metida entre a margem do rio Minho e o cabo de Santa Maria: – e um ser pensante não pode decentemente passar a vida a murmurar extaticamente que as margens do Mondego são belas!». (Índice na imagem 8). Invulgar. *** Portes: envio em correio normal (tarifa especial para livros): 0,30 * envio em correio registado: 1,70

Perguntar ao vendedor
Para fazer perguntas tem que fazer Login.

Forma de pagamento

Pagamento Offline
Transferência bancáriaTransferência bancária
Em caso de transferência bancária, certifique-se que o nome do titular da conta para onde vai transferir coincide com o nome do vendedor.

Envio

Envia para o estrangeiro:
Não
Condições de envio:
Comprador paga custos de envio
Envio:
€ 0,30
Seguro:
-
Método de envio:
Correio normal
Prazo de Entrega
1 dia útil
Detalhes do envio e pagamento
Ver o custo de envio na descrição.
Adicionar vendedor à lista de favoritosTem de fazer login antes de poder adicionar um vendedor à sua lista de favoritos
Voltar à Loja