Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a nossa utilização de cookies. Saiba mais.
Pesquisa avançada

Portugal e o Início da Construção Europeia: 1947-1953 (2006)
( 227093694)

Descrição

Detalhes do Artigo

Condição de utilização:
Usado
Tema do livro:
Portugal 1947/53
Autor(es):
Pedro Cantinho Pereira
Colecção:
Biblioteca Diplomática
Editora:
Ministério dos Negócios Estran
Nº da Edição:
1ª Edição
Ano de edição:
2006-2009

Idioma:
Português

Formato:
Grande

Tipo de capa:
Capa mole

Nº de Páginas:
827

ISBN:
972-9245-50-9



"Portugal e o Início da Construção Europeia: 1947-1953"
 Autor: Pedro Cantinho Pereira
Colecção: Biblioteca Diplomática - Série D #5
Instituto Português de Relações Internacionais
1ª Edição do "Ministério dos Negócios Estrangeiros", de capa mole, 2006, 827 páginas
Livro em estado impecável, praticamente como novo.
Tags: Ciências Sociais / Sociologia Política / Cooperação / Descolonização / Politica Externa / Lusofonia / PALOP 
Sinopse:
A participação de Portugal no Plano Marshall (1947) e a sua adesão à Organização Europeia de Cooperação Económica (1948) marcam o princípio de uma estreita cooperação com os países da Europa Ocidental e com os EUA. Salazar aceita, com muita prudência e pragmatismo, o envolvimento de Portugal no processo de cooperação europeia e atlântica e, ao mesmo tempo, rejeita liminarmente qualquer perda de soberania. Graças à importância estratégica das bases dos Açores, Portugal torna-se membro fundador do Pacto do Atlântico (1949), apesar do seu regime ditatorial. A atitude de Portugal face ao Conselho da Europa, à Comunidade Europeia do Carvão e do Aço e da Comunidade Europeia da Defesa, mostra bem os limites dessa cooperação com a Europa.
Nesta obra procuramos demonstrar que Portugal esteve associado desde o início ao processo de cooperação intergovernamental no seio da Europa, mas que se distanciou, por razões endógenas e exógenas, de todas as iniciativas supranacionais. Esta posição, claramente assumida desde o início, culminou com a adesão à Associação Europeia de Comércio Livre, que só poderá ser compreendida como uma sequência lógica de um processo iniciado no período abordado neste estudo
.

Índice
Prefácio
Agradecimentos
Abreviaturas e siglas
Introdução

Primeira parte: A aproximação funcional com a Europa
Capítulo 1: Portugal e o Plano Marshall
I. As primeiras reacções ao discurso de George Marshall, em Harvard
II. O convite e o início da participação portuguesa na Conferência de Cooperação Económica Europeia de Paris
III. A posição portuguesa nas negociações da Conferência de Paris
IV. A situação económica e financeira e as razões da não solicitação da Ajuda Marshall

Capítulo 2: A adesão de Portugal à OECE
I. As razões da aproximação à Europa e da adesão à OECE
II. A questão da Espanha
III. A atitude portuguesa até à criação da OECE

Capítulo 3: O Acordo Bilateral luso-americano, a Ajuda Marshall e o Plano Director Português
I. O Acordo Bilateral luso-americano e o pedido de Ajuda Marshal
II. A criação da Comissão Técnica de Cooperação Económica Europeia e o Plano Director Português

Capítulo 4: Portugal e o Pacto do Atlântico
I. A situação internacional e a perspectiva portuguesa
II. A questão da eventual participação de Portugal
III. O processo de adesão de Portugal ao Tratado do Atlântico Norte

Segunda parte: Os limites da cooperação com a Europa
Capítulo 5: A atitude face aos movimentos europeus e ao Conselho da Europa

Capítulo 6: A participação da OECE
I. Portugal e a questão do representante especial da OECE («Super-homem»)
II. Os programas económicos portugueses de 1949
III. As colónias portuguesas e o Plano Marshall
IV. A atribuição da Ajuda Marshall

Capítulo 7: Portugal e a UEP
I. Os primeiros acordos de pagamentos
II. A liberalização das trocas intraeuropeias
III. A criação da UEP e a situação de Portugal
IV. A posição de Portugal na UEP
V. A questão da Bélgica e a ameaça portuguesa
VI. A questão da UEP e a situação económica de Portugal

Capítulo 8: A atitude perante o Plano Schuman
I. As primeiras reacções ao Plano Schuman
II. Informações diplomáticas
III. A constituição da CECA e a posição de Portugal

Capítulo 9: A participação no Pacto do Atlântico e a atitude em relação à CED
I. O Pacto do Atlântico e os Açores
II. A questão CED

Capítulo 10: A atitude portuguesa face a alguns projectos europeus e à questão da «Federação Europeia»
I. A atitude portuguesa em relação ao «Pool Verde»
II. Portugal e o Plano Eden
III. Reacção portuguesa à proposta de campanha de produtividade
IV. Salazar e a perspectiva de federação europeia

Conclusão
Apêndices
Anexos
Fontes e bibliografia
Lista dos quadros
Lista dos gráficos

.....................................NOTA....................................................

1. Se durante um negócio sentir atraso, ou problema da minha parte, agradeço que me contacte antes de dar feedbacks;

2. Envio por ctt até 48 horas após receber pagamento (salvo imprevistos);

3. Os portes referidos são para despacho via ctt (simples e sem registo), para território português;

4. Para melhorar a segurança no envio, solicite o envio registado se o valor justificar essa opção.

Dessa forma pode seguir o processo de entrega e levantamento, aumentando a transparência da transacção;

5. Se desejar envio registado agradeço que me avise previamente e será acrescido esse valor (1.60€).

Posto isto não me responsabilizo por eventuais extravios;

6. Aceito pagamento via:

- Transferência Bancária (IBAN - PT50 0010 0000 3742 6640 0015 9)

- PAYPAL.

Perguntar ao vendedor
Para fazer perguntas tem que fazer Login.
Envio e pagamento

Forma de pagamento

Pagamento Offline
Transferência bancáriaTransferência bancária
Em caso de transferência bancária, certifique-se que o nome do titular da conta para onde vai transferir coincide com o nome do vendedor.

Envio

Envia para o estrangeiro:
Sim
Condições de envio:
Comprador paga custos de envio
Envio:
€ 1,70
Seguro:
-
Método de envio:
Correio normal
Prazo de Entrega
1 dia útil
Detalhes do envio e pagamento
1. Envio até 48 horas após bom pagamento (salvo imprevistos).
2. Para sua segurança solicite o envio registado sempre que o valor do artigo o justifique.
3. Se durante o negócio sentir demoras agradeço que me contacte e aguarde antes de dar feedbacks disparatados.
4. Aceito pagamentos via:
- Transferência Bancária (IBAN: PT50 0010 0000 3742 6640 0015 9)
- PAYPAL (luisfernandessantos@gmail.com)
Perguntar ao vendedor
Perguntar ao vendedor
Para fazer perguntas tem que fazer Login.
O vendedor assume total responsabilidade pelo conteúdo deste negócio

Detalhes do Artigo

Condição de utilização:
Usado
Tema do livro:
Portugal 1947/53
Autor(es):
Pedro Cantinho Pereira
Colecção:
Biblioteca Diplomática
Editora:
Ministério dos Negócios Estran
Nº da Edição:
1ª Edição
Ano de edição:
2006-2009

Idioma:
Português

Formato:
Grande

Tipo de capa:
Capa mole

Nº de Páginas:
827

ISBN:
972-9245-50-9



"Portugal e o Início da Construção Europeia: 1947-1953"
 Autor: Pedro Cantinho Pereira
Colecção: Biblioteca Diplomática - Série D #5
Instituto Português de Relações Internacionais
1ª Edição do "Ministério dos Negócios Estrangeiros", de capa mole, 2006, 827 páginas
Livro em estado impecável, praticamente como novo.
Tags: Ciências Sociais / Sociologia Política / Cooperação / Descolonização / Politica Externa / Lusofonia / PALOP 
Sinopse:
A participação de Portugal no Plano Marshall (1947) e a sua adesão à Organização Europeia de Cooperação Económica (1948) marcam o princípio de uma estreita cooperação com os países da Europa Ocidental e com os EUA. Salazar aceita, com muita prudência e pragmatismo, o envolvimento de Portugal no processo de cooperação europeia e atlântica e, ao mesmo tempo, rejeita liminarmente qualquer perda de soberania. Graças à importância estratégica das bases dos Açores, Portugal torna-se membro fundador do Pacto do Atlântico (1949), apesar do seu regime ditatorial. A atitude de Portugal face ao Conselho da Europa, à Comunidade Europeia do Carvão e do Aço e da Comunidade Europeia da Defesa, mostra bem os limites dessa cooperação com a Europa.
Nesta obra procuramos demonstrar que Portugal esteve associado desde o início ao processo de cooperação intergovernamental no seio da Europa, mas que se distanciou, por razões endógenas e exógenas, de todas as iniciativas supranacionais. Esta posição, claramente assumida desde o início, culminou com a adesão à Associação Europeia de Comércio Livre, que só poderá ser compreendida como uma sequência lógica de um processo iniciado no período abordado neste estudo
.

Índice
Prefácio
Agradecimentos
Abreviaturas e siglas
Introdução

Primeira parte: A aproximação funcional com a Europa
Capítulo 1: Portugal e o Plano Marshall
I. As primeiras reacções ao discurso de George Marshall, em Harvard
II. O convite e o início da participação portuguesa na Conferência de Cooperação Económica Europeia de Paris
III. A posição portuguesa nas negociações da Conferência de Paris
IV. A situação económica e financeira e as razões da não solicitação da Ajuda Marshall

Capítulo 2: A adesão de Portugal à OECE
I. As razões da aproximação à Europa e da adesão à OECE
II. A questão da Espanha
III. A atitude portuguesa até à criação da OECE

Capítulo 3: O Acordo Bilateral luso-americano, a Ajuda Marshall e o Plano Director Português
I. O Acordo Bilateral luso-americano e o pedido de Ajuda Marshal
II. A criação da Comissão Técnica de Cooperação Económica Europeia e o Plano Director Português

Capítulo 4: Portugal e o Pacto do Atlântico
I. A situação internacional e a perspectiva portuguesa
II. A questão da eventual participação de Portugal
III. O processo de adesão de Portugal ao Tratado do Atlântico Norte

Segunda parte: Os limites da cooperação com a Europa
Capítulo 5: A atitude face aos movimentos europeus e ao Conselho da Europa

Capítulo 6: A participação da OECE
I. Portugal e a questão do representante especial da OECE («Super-homem»)
II. Os programas económicos portugueses de 1949
III. As colónias portuguesas e o Plano Marshall
IV. A atribuição da Ajuda Marshall

Capítulo 7: Portugal e a UEP
I. Os primeiros acordos de pagamentos
II. A liberalização das trocas intraeuropeias
III. A criação da UEP e a situação de Portugal
IV. A posição de Portugal na UEP
V. A questão da Bélgica e a ameaça portuguesa
VI. A questão da UEP e a situação económica de Portugal

Capítulo 8: A atitude perante o Plano Schuman
I. As primeiras reacções ao Plano Schuman
II. Informações diplomáticas
III. A constituição da CECA e a posição de Portugal

Capítulo 9: A participação no Pacto do Atlântico e a atitude em relação à CED
I. O Pacto do Atlântico e os Açores
II. A questão CED

Capítulo 10: A atitude portuguesa face a alguns projectos europeus e à questão da «Federação Europeia»
I. A atitude portuguesa em relação ao «Pool Verde»
II. Portugal e o Plano Eden
III. Reacção portuguesa à proposta de campanha de produtividade
IV. Salazar e a perspectiva de federação europeia

Conclusão
Apêndices
Anexos
Fontes e bibliografia
Lista dos quadros
Lista dos gráficos

.....................................NOTA....................................................

1. Se durante um negócio sentir atraso, ou problema da minha parte, agradeço que me contacte antes de dar feedbacks;

2. Envio por ctt até 48 horas após receber pagamento (salvo imprevistos);

3. Os portes referidos são para despacho via ctt (simples e sem registo), para território português;

4. Para melhorar a segurança no envio, solicite o envio registado se o valor justificar essa opção.

Dessa forma pode seguir o processo de entrega e levantamento, aumentando a transparência da transacção;

5. Se desejar envio registado agradeço que me avise previamente e será acrescido esse valor (1.60€).

Posto isto não me responsabilizo por eventuais extravios;

6. Aceito pagamento via:

- Transferência Bancária (IBAN - PT50 0010 0000 3742 6640 0015 9)

- PAYPAL.

Perguntar ao vendedor
Para fazer perguntas tem que fazer Login.

Forma de pagamento

Pagamento Offline
Transferência bancáriaTransferência bancária
Em caso de transferência bancária, certifique-se que o nome do titular da conta para onde vai transferir coincide com o nome do vendedor.

Envio

Envia para o estrangeiro:
Sim
Condições de envio:
Comprador paga custos de envio
Envio:
€ 1,70
Seguro:
-
Método de envio:
Correio normal
Prazo de Entrega
1 dia útil
Detalhes do envio e pagamento
1. Envio até 48 horas após bom pagamento (salvo imprevistos).
2. Para sua segurança solicite o envio registado sempre que o valor do artigo o justifique.
3. Se durante o negócio sentir demoras agradeço que me contacte e aguarde antes de dar feedbacks disparatados.
4. Aceito pagamentos via:
- Transferência Bancária (IBAN: PT50 0010 0000 3742 6640 0015 9)
- PAYPAL (luisfernandessantos@gmail.com)
Adicionar vendedor à lista de favoritosTem de fazer login antes de poder adicionar um vendedor à sua lista de favoritos
Voltar à Loja