Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a nossa utilização de cookies. Saiba mais.
Pesquisa avançada

"a" maiúsculo com círculo à volta de Rui Eduardo Paes
( 230132630)

Descrição

Detalhes do Artigo

Condição de utilização:
Novo


Muitas vezes, e não em poucos casos abusivamente, o punk foi/é identificado com o anarquismo. Em outra área, são habituais as analogias da chamada "livre-improvisação" com os princípios libertários, mesmo quando quem toca são músicos com perspectivas políticas e sociais influenciadas por correntes marxistas como o trotzkismo e o maoísmo. Seja como for, há mais conexões entre Música e Anarquia do que aquelas que se supõe. Um contributo para o seu desvelamento, tanto quanto para a desmitificação de algumas ideias feitas, está neste novo livro de Rui Eduardo Paes, o segundo do autor na colecção THISCOvery CCChannel, depois de Bestiário Ilustríssimo.

O novo livro de Rui Eduardo Paes relaciona as músicas de hoje (jazz, improvisação, pop-rock, noise, electrónica experimental, música contemporânea) com as novas tendências do pensamento libertário, descobrindo analogias mas também desmistificando ideias feitas. Daniel Carter, Lê Quan Ninh, John Cage, Fela Kuti, Frank Zappa, Thom York (Radiohead) e Nicolas Collins são algumas das figuras retratadas pela escrita analítica e de dimensão filosófica, mas não raro com humor e alcance provocatório, do ensaísta e editor da revista “online” jazz.pt. Entre os temas percorridos ao longo dos 10 capítulos amplamente ilustrados estão o ocultismo, a espiritualidade, a ciência, a ficção científica, a tecnologia, o amor e o sexo, com referência a autores como Robert Anton Wilson, Hakim Bey, Murray Bookchin, Starhawk e Ursula K. Le Guin.


O livro é ilustrado por vários artistas da Associação Chili Com Carne: Joana Pires, Marcos Farrajota, André Coelho, Jucifer, Bráulio Amado (acumulando o cargo de Designer do livro), José Feitor, David Campos, Daniel Lopes, André Lemos, João Chambel e Ana Menezes.


muito obrigado pelo envio do teu livro já maquetizado. os textos estão soberbos e o trabalho gráfico ficou excelente! parabéns a quem concebeu e materializou este objeto literario-grafico-musical absolutamente único! António Branco (crítico de música)

Perguntar ao vendedor
Para fazer perguntas tem que fazer Login.
Envio e pagamento

Forma de pagamento

Pagamento Online
PayPalPayPal
Pagamento Offline
Transferência bancáriaTransferência bancária
Em caso de transferência bancária, certifique-se que o nome do titular da conta para onde vai transferir coincide com o nome do vendedor.
Entrega em MãoEntrega em Mão

Envio

Envia para o estrangeiro:
Sim
Condições de envio:
Portes Grátis (vendedor paga custos de envio)
Envio:
-
Seguro:
-
Método de envio:
Correio normal
Prazo de Entrega
3 dias úteis
Detalhes do envio e pagamento
envio após pagamento
Perguntar ao vendedor
Perguntar ao vendedor
Para fazer perguntas tem que fazer Login.
O vendedor assume total responsabilidade pelo conteúdo deste negócio

Detalhes do Artigo

Condição de utilização:
Novo


Muitas vezes, e não em poucos casos abusivamente, o punk foi/é identificado com o anarquismo. Em outra área, são habituais as analogias da chamada "livre-improvisação" com os princípios libertários, mesmo quando quem toca são músicos com perspectivas políticas e sociais influenciadas por correntes marxistas como o trotzkismo e o maoísmo. Seja como for, há mais conexões entre Música e Anarquia do que aquelas que se supõe. Um contributo para o seu desvelamento, tanto quanto para a desmitificação de algumas ideias feitas, está neste novo livro de Rui Eduardo Paes, o segundo do autor na colecção THISCOvery CCChannel, depois de Bestiário Ilustríssimo.

O novo livro de Rui Eduardo Paes relaciona as músicas de hoje (jazz, improvisação, pop-rock, noise, electrónica experimental, música contemporânea) com as novas tendências do pensamento libertário, descobrindo analogias mas também desmistificando ideias feitas. Daniel Carter, Lê Quan Ninh, John Cage, Fela Kuti, Frank Zappa, Thom York (Radiohead) e Nicolas Collins são algumas das figuras retratadas pela escrita analítica e de dimensão filosófica, mas não raro com humor e alcance provocatório, do ensaísta e editor da revista “online” jazz.pt. Entre os temas percorridos ao longo dos 10 capítulos amplamente ilustrados estão o ocultismo, a espiritualidade, a ciência, a ficção científica, a tecnologia, o amor e o sexo, com referência a autores como Robert Anton Wilson, Hakim Bey, Murray Bookchin, Starhawk e Ursula K. Le Guin.


O livro é ilustrado por vários artistas da Associação Chili Com Carne: Joana Pires, Marcos Farrajota, André Coelho, Jucifer, Bráulio Amado (acumulando o cargo de Designer do livro), José Feitor, David Campos, Daniel Lopes, André Lemos, João Chambel e Ana Menezes.


muito obrigado pelo envio do teu livro já maquetizado. os textos estão soberbos e o trabalho gráfico ficou excelente! parabéns a quem concebeu e materializou este objeto literario-grafico-musical absolutamente único! António Branco (crítico de música)

Perguntar ao vendedor
Para fazer perguntas tem que fazer Login.

Forma de pagamento

Pagamento Online
PayPalPayPal
Pagamento Offline
Transferência bancáriaTransferência bancária
Em caso de transferência bancária, certifique-se que o nome do titular da conta para onde vai transferir coincide com o nome do vendedor.
Entrega em MãoEntrega em Mão

Envio

Envia para o estrangeiro:
Sim
Condições de envio:
Portes Grátis (vendedor paga custos de envio)
Envio:
-
Seguro:
-
Método de envio:
Correio normal
Prazo de Entrega
3 dias úteis
Detalhes do envio e pagamento
envio após pagamento
Adicionar vendedor à lista de favoritosTem de fazer login antes de poder adicionar um vendedor à sua lista de favoritos
Voltar à Categoria